segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Objectos Transicionais


Em tanto tempo, não conheci nunca nenhuma criança que não tivesse o seu objecto de estimação como o "seu mais que tudo"! São usados como conquista de autonomia, uma espécie de substituto do lar, do calor materno, permitem à criança organizar-se na autonomia das suas pessoas de referência! ajudam a diminuir os seus níveis de ansiedade e a ganhar confiança numa nova fase de adaptação a todo o meio novo que a envolve..amigos, educadora, auxiliar e espaço!
Temos que lhes dar espaço, pois à medida que a sua autonomia aumenta, a criança irá certamente sentir-se mais estável e manifestará vontade em "largar" o seu objecto de transicção! Devemos aceitar sempre estes objectos transitórios, pois são isso mesmo e fazem parte de uma etapa natural da vida de qualquer criança!



Deixo-vos alguns momentos...
Digam lá se não é uma ternura?

2 comentários:

Filipa Ricardo & Margarida disse...

A minha filha não tem nenhum até agora... Preocupo-me?

Sofia disse...

claro que não!!já falámos amiga! A tua filhota fofa não está na creche...não sente angustia nenhuma de separação!Poderá nunca ter nenhum objecto, por vezes passa apenas pela fraldinha...um mimo...Beijassss